19º Rally Mexico – Etapa 2

Ogier/Ingrassia aumentam vantagem

Impressionantemente calmos e concentrados, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia exibiram mais uma performance de primeira linha, prestação que lhes permitiu aumentar a sua vantagem na frente do rali para 27,0 segundos, num dia em que alcançaram mais 2 vitórias em troços com o C3 WRC.

Mostrando-se cada vez mais adaptados às subtilezas das classificativas mexicanas, Esapekka Lappi e Janne Ferm viram, infelizmente, a sua prestação interrompida na sequência de uma saída de estrada, dupla que irá regressar hoje (domingo) ao rali.

Composta por 138,37 km de troços cronometrados, a Etapa 2 do Rali do México, a mais longa do programa, foi amplamente considerada como assustadora, em especial por integrar as duas longas e técnicas classificativas de Guanajuatito (25,90 km) e de Otates (32,27 km).

A passagem inicial pelo primeiro destes troços viria, infelizmente, a revelar-se fatal para as aspirações de Esapekka Lappi e Janne Ferm. Tendo arrancado para a Etapa com a firme intenção de continuar a familiarizar-se com as especificidades desta ronda do WRC, a dupla finlandesa estava bem dentro do ritmo dos homens da frente, facto que se refletia nos tempos intermédios registados na especial, mais ou menos idênticos aos do atual líder do Mundial. No entanto, a poucos metros do final da classificativa, eles foram surpreendidos pela baixa aderência do piso e acabaram fora de estrada. Irão regressar hoje (domingo) para a última Etapa, acumulando experiência e quilómetros com o C3 WRC em pisos de terra.

Fruto da neutralização desta classificativa, devido a este incidente, Sébastien Ogier e Julien Ingrassia viram ser-lhes atribuído um tempo teórico, que também levou em consideração o furo lento que a dupla francesa sofreu na especial, caindo, com isso, para o 2º lugar da geral. Com ainda cerca de 40 quilómetros de troços pela frente e sem pneu suplente a bordo do C3 WRC, a restante ronda matinal antevia-se complicada de gerir, dado o elevado risco de se depararem com pedras soltas na sua trajetória, decorrente do facto de serem os 7ºs na estrada. Mas a dupla gaulesa demonstrou, mais uma vez, toda a sua classe, adotando uma performance controlada, que os levou a recuperar a liderança do rali na especial de Otates, onde registaram o 2º melhor tempo, a apenas 1,2 segundos do piloto mais rápido! Com essa prestação, eles aumentaram a sua vantagem para 19,2 segundos, para depois alcançarem nova vitória num troço, antes do intervalo no final da manhã.

A magistral exibição dos sêxtuplos Campeões do Mundo de Ralis continuou no calor da tarde, altura em que as temperaturas ascendiam aos cerca de 30 graus Centígrados no ar, 50 no piso e a uns sufocantes 60 graus no habitáculo do C3 WRC. Jogando pelo seguro, Ogier e Ingrassia levariam consigo dois pneus sobressalentes, num peso adicional de 25 quilos que, nem por isso, os impediu de registarem, na segunda passagem por Guanajuatito, aquela que foi a sua sexta vitória em troços do fim de semana, aumentando, assim, a sua vantagem na frente do rali. Depois apostaram em controlar o andamento nos restantes troços, apesar de um ligeiro exagero numa das Super Especiais (ES16) e de uma pequena questão técnica na última especial (ES18), vindo a terminar o dia com uma vantagem de 27,0 segundos sobre os seus mais diretos adversários.

Com apenas 3 classificativas no programa do último dia, duas das quais com cerca de 25 quilómetros de extensão, a Etapa final de hoje promete mais alguns desafios substanciais e terá, sem dúvidas, a sua quota de dificuldades.

O QUE ELES DISSERAM…
Pierre Budar, Diretor da Citroën Racing
“Apenas os campeões com o calibre do Sébastien e do Julien podem continuar a alcançar vitórias em troços quando não têm consigo um pneu sobresselente, ou mesmo quando são os únicos a levar a bordo duas dessas rodas. Hoje eles produziram outra prestação incrivelmente sólida, apenas com um pequeno erro. Vamos agora fazer tudo o que for necessário para lhes entregar um C3 WRC completamente recondicionado, para que possam concluir o seu trabalho na última Etapa, estando cientes de que as especiais serão, uma vez mais, muito complicadas. Por fim, lamentamos o pequeno erro que o Esapekka e o Janne cometeram, o qual se mostrou infelizmente muito caro. Até àquele momento, eles demonstraram ter um bom ritmo, apesar da sua falta de conhecimento do rali.”

Sébastien Ogier, Piloto do Citroën Total WRT
“Foi uma Etapa longa e difícil, que começou com um furo e terminou com um pequeno problema técnico mesmo no final, mas que, no geral, correu muito bem. Fico satisfeito por ter terminado o dia com uma vantagem dilatada e confio na minha equipa na certificação de que o C3 WRC estará em perfeito estado para enfrentar o último dia. Isto porque precisamos de terminar o trabalho e marcar o máximo de pontos.”

Esappeka Lappi, Piloto do Citroën Total WRT
“Cheguei a uma esquerda apertada, a descer, onde estava mais escorregadio do que eu esperava. Saí largo e o carro desequilibrou-se na beira da estrada, caindo para uma vala. Não houve danos, mas estávamos presos e sem hipótese de regressar à estrada. Claro que sinto muito pela equipa, mas o que há a reter é o facto de que eu aprendi muito neste rali, muito mais do que no ano passado. Estou a começar a compreender como se conduz aqui, pelo que na última Etapa vou tentar a dar o melhor e aumentar a minha experiência.”

CLASSIFICAÇÃO GERAL APÓS A 2ª ETAPA

1. Ogier / Ingrassia (Citroën C3 WRC) 1:18:33.8
2. Evans / Martin (Ford Fiesta WRC) +27.0
3. Tänak / Järveoja (Toyota Yaris WRC) +29.2
4. Neuville / Gilsoul (Hyundai i20 WRC) +1:15.7
5. Meeke / Marshall (Toyota Yaris WRC) +4:37.1

RESTANTE PROGRAMA DO RALI DO MÉXICO
(Nota: GMT-7; menos 7 horas do que em Portugal Continental)

HOJE, DOMINGO, 10 MARÇO
08h00: Partida e Assistência G (Leon – 15’)
09h03: ES 19 – Alfaro (24,38 km)
10h11: ES 20 – Mesa Cuata (25,07 km)
12h18: ES 21 – Las Minas Power Stage (10,72 km)
13h53: Assistência H (Leon – 10’)
15h00: Pódio

Fonte:
Jorge Magalhães