Rali Serras de Fafe 2019

ARC Sport Começa O Ano A Vencer

5 Carros à Partida e 5 à Chegada – Ricardo Teodósio Triunfou Para O Campeonato De Portugal

Foram excelentes os indicadores da equipa de Aguiar da Beira, na prova de abertura do Campeonato de Portugal de Ralis. Triunfo para o campeonato português com a dupla Ricardo Teodósio e José Teixeira e ainda o 3º lugar do pódio para Ricardo Moura e António Costa, regressados à competição, quase um ano depois.

Mas para além destas duas duplas, que lutaram pela vitória e até chegaram a alternar o comando no CPR, houve mais três participações muito positivas, que garantem um futuro deveras interessante. Pedro Almeida, que nesta prova fez equipa com Alberto Silva, conquistou o 10º lugar da geral e a 7ª posição para o CPR, na sua prova de estreia ao volante do Skoda Fabia R5. Joaquim Alves e Carlos Magalhães, assim como Miguel Correia e Pedro Alves, tiveram um excelente comportamento ao longo de toda a prova.

Ricardo Teodósio estava naturalmente feliz com o triunfo, arrancando da melhor forma para o campeonato que agora começou.

“Eu disse que vinha a Fafe para ganhar e foi o que aconteceu. Cumpri a minha promessa. Foi um excelente triunfo e quero agradecer a toda a equipa todo o trabalho que tiveram ao longo da prova, agradecendo também o apoio dos fãs que sempre senti em todos os troços. O nosso objetivo é o título! A primeira já está, venham agora as outras”, disse, entusiasmado, Ricardo Teodósio.

Para Ricardo Moura este foi um regresso apaixonado, um ano depois de ter vencido em Fafe.

“Depois de praticamente um ano sem competir, o objetivo foi totalmente alcançado. Diverti-me muito nos fantásticos troços de Fafe e, consegui em algumas fases da prova ter um bom ritmo. No entanto, tive algumas dificuldades nos troços de sábado de manhã, com o diferencial traseiro do Skoda, o que me fez perder o comboio da frente. Nos últimos quatro troços, conseguimos voltar aos bons registos. Quero deixar um agradecimento muito especial à Socicorreia e à ARC Sport pelo profissionalismo e dedicação de sempre, e ao fantástico apoio que recebi do público”, disse Ricardo Moura.

Após uma paragem algo longa, Joaquim Alves regressou à competição num rali que gosta em particular. Acompanhado por Carlos Magalhães, o piloto recuperou a confiança e alcançou mais um objetivo.

“Já estava com saudades de correr em pisos de terra, e depois do que aconteceu no Rali de Portugal, esta foi a melhor forma de recuperar a confiança. Não cometer erros, e melhorar de troço para troço, foi o nosso grande objetivo. Vou fazer mais ralis este ano, só que ainda não sei quais serão”, gracejou Joaquim Alves.

Pedro Almeida estreou-se ao volante de um Skoda Fabia R5 e conquistou um lugar no “Top 10” da prova e o 7º lugar no CPR. Uma posição excelente para o jovem piloto.

“Penso que foi uma excelente estreia ao volante deste carro, que me dá mais confiança e motivação. Conseguimos evoluir sempre ao longo de toda a prova, o que me deixa bastante otimista. Esta é uma posição para manter e melhorar ao longo do ano”, disse Pedro Almeida.

Miguel Correia estreou-se ao volante de um R5. O comportamento do piloto ao volante do Ford Fiesta chegou a ser entusiasmante.

“Só posso fazer um balanço muito positivo desta prova. A minha adaptação ao novo carro foi tão rápida e gratificante, tal como o apoio que senti por parte do público. Diverti-me e até consegui dar algum espetáculo. Não podia ter sido melhor”, afirmou Miguel Correia.

Para Augusto Ramiro, e toda a equipa da ARC Sport, esta foi uma prova com um balanço muito positivo.

“Como tinha dito, seria um Ricardo a vencer o rali. E acertei. Caiu para o lado do Teodósio, o que me deixa satisfeito, até para compensar o azar que ele teve o ano passado no seu Rali do Algarve. Os meus sinceros parabéns ao Ricardo e ao José Teixeira. Em relação ao Ricardo Moura, que realçar o excelente rali que fez. Se não fosse o problema no diferencial, poderia ter tido uma palavra a dizer na discussão pela vitória. Para o Joaquim Alves terminar a prova sem problemas, depois de uma longa paragem, foi um prémio mais do que merecido. Em relação aos dois jovens da equipa, o Pedro Almeida fez uma grande exibição, e conseguir um resultado deste, na estreia de um carro, é um grande feito. Em relação ao Miguel Correia, surpreendeu-me pela positiva, com um ritmo muito bom e deixando excelentes indicadores”, concluiu Augusto Ramiro.

Fotos: 
AIFA | Albano Loureiro | Rui Reis
Visite-nos também em TTVerde.PT
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
PINTEREST