Peugeot Rali Cup Ibérica

Quatro novos ralis no calendário numa edição repleta de novidades

São muitas as novidades para a temporada 2 da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, troféu de ralis da responsabilidade da Peugeot Portugal e da Peugeot Espanha e que, no ano passado, se traduziu num sucesso absoluto na modalidade rainha do desporto automóvel.

Assente no competitivo Peugeot 208 R2, aPEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA volta a contar com 6 jornadas, divididas por Portugal e Espanha. No calendário estão as primeiras etapas das suas provas do WRC – Vodafone Rally de Portugal e Rally RACC Catalunya – Costa Daurada/Rally de España – sendo novas todasas restantes provas, com 2 jornadas em Portugal e outras 2 em Espanha, num perfeito equilíbrio entre pisos de terra e de asfalto.
A PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA já demonstrou ser uma fórmula de sucesso,que tem como objetivo proporcionar a jovens pilotos uma base que lhes permita construir as suas carreiras, elevando-os a potenciais títulos de campeões de ralis. O troféu volta a contar com um atrativo pacote de prémios, na ordem dos 120.000 Euros, a distribuir prova a prova, a que se soma um grande Prémio Final, reservado para o futuro Campeão.
Fruto dos resultados alcançados em 2018, a organização da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA– que conta no terreno com a logística da Sports &You – espera uma adesão significativa de equipas, não só de Portugal e Espanha, duas das seis nações que estiveram representadas na edição de 2018.

“À semelhança da temporada inaugural, voltamos a ter 6 provas– 3 em Portugal e 3 em Espanha. A estrutura mantém as etapas de abertura doVodafone Rally de Portugal, este ano corrida na região de Arganil, e do Rally RACC Catalunya – Costa Daurada/Rally de España, as jornadas do WRC de cada país,”explica José Pedro Fontes, o responsável pela organização da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA.“No capítulo das novidades, o destaquevai para a estreia de 4 novos palcos onde asequipas irão discutir os melhores tempos e lutar pelas vitórias, aos comandos dos endiabrados Peugeot 208 R2: Serras de Fafe e Terras D’Aboboreira, em Portugal, e Sierra Morena e Comunidad de Madrid, em Espanha, registando-se um equilíbrio entre asfalto e terra, com 3 provas em cada tipo de piso,”acrescentou.

CALENDÁRIO DAPEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019
22 a 24 fevereiro Rallye Serras de Fafe
12 a 14 abril RallyeSierra Morena
30 maio a 2 junho Vodafone Rally de Portugal
7 a 8 setembro Rali Terras D’Aboboreira
24 a 27 outubro Rallye RACC Catalunya/Rally de España
23 e 24 novembro Rally Comunidad de Madrid

EM LUTA POR UM ALICIANTE PACOTE DE PRÉMIOS
Organizada pela Peugeot Portugal e pela Peugeot Espanha, mantendo as parcerias da Pirelli e da Totalea gestão logística a cargo daSports & You, que é também Distribuidor oficial da Peugeot Citroën RacingShop para Portugal e Espanha, a PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA voltará a contar em 2019 com um significativo pacote de prémios, na ordem dos 120.000 Euros.

“À semelhança do que sucedeu em 2018, os prémios por prova estendem-se ao longo do top-10”,acrescenta José Pedro Fontes. “Voltamos a distinguir em cada rali da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA o piloto Júnior melhor classificado [nascido em ou após o dia 1 de janeiro de 1993], comum prémio de 1.000 Euros, sendo este cumulativo ao montante obtido à geral em cada prova”.

Quanto ao grande Prémio Finala que todos os pilotos e seus navegadores apontam baterias,“os vencedores poderão participar numa prova do Campeonato de Portugal de Ralis ou do Campeonato de Espanha de Ralis de Asfalto de 2020, com um carro da Classe ‘R5’ do Groupe PSA”, refere aquele responsável.

PACOTE DE PRÉMIOS DA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019
PILOTOS
Class. Montante* Class. Montante*
1º 5.000 € 6º 1.000 €
2º 4.000 € 7º 800 €
3º 3.000 € 8º 650 €
4º 2.000 € 9º 550 €
5º 1.500 € 10º 500 €

1º Junior 1.000 € Prémio Final Um “R5” para um rali na Península Ibérica em 2020

* 50% do valor em Voucher de Peças Peugeot

Outra novidade é a criação de um Prémio Final para Equipas, composto por um voucher no valor de 12.000 €, para ser usado na compra de um carro do Departamento de Competição Cliente do Groupe PSA (nota: válido para Equipas oficialmente inscritas na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019).

PEUGEOT 208 R2 COM ASSINATURA PEUGEOT SPORT
Quanto à base de trabalho a utilizar no assalto ao título da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, não há alterações a registar, mantendo-se os candidatos ao título aos comandos dos competitivos Peugeot 208 R2, modelo dotado dos mais recentes desenvolvimentos dos ateliers da Competição Cliente daPeugeot Sport.

“Permitindo às equipas lutar pelos diferentes títulos – Absoluto, Junior Cup e Ladies Cup – e pelos prémios envolvidos, o Peugeot 208 R2 é uma das mais competitivas máquinas da categoria ‘R2’.Recorrea um motor de 1.598 cc, com uma potência máxima de 185 cv às 7800 rpm, associado a uma caixa sequencial de 5 velocidades de comando mecânico e travões de disco ventilados,” detalha Fontes.

MAIS DE DUAS DEZENAS DE INSCRITOS NA PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019
A cerca de uma semana do arranque da competição são, neste momento, mais de 20 as duplas inscritas na PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019 entre equipas portuguesas, espanholas, inglesas e uma outra composta por um piloto estónio e um navegador ucraniano (Nota: a Lista de Inscritos definitiva será divulgada na véspera do arranque do Rally Serras de Fafe).

“Mantêm-se, por isso e até lá, abertas as inscrições para esta jornada inaugural da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA 2019, segundo o Regulamento Desportivo, entretanto publicado, quer na nossa página de Internet, quer na da FPAK”, refere Fontes.

Num Regulamento Desportivoque não sofreu alterações de fundo nas bases que, em 2018, permitiram um enorme sucesso a esta inédita copa de ralis ibérica, destaca-se em 2019 a criação de dois rankings distintos para Pilotos e Navegadores, bem como deuma Copa de Equipas, permitindo que estas somem, em cada um dos 6 ralis, as pontuações das suas duas duplas melhor classificadas e oficialmente indicadas para o efeito.

São estes os alicerces da segunda temporada da PEUGEOT RALLY CUP IBÉRICA, na qual se pretende encontrar os sucessores de Roberto Blach/Jose Murado, dupla da Galicia que se sagrou Campeãem 2018, batendo os portugueses Diogo Gago/Miguel Ramalho(Vice-Campeões) e Pedro Antunes/Paulo Lopes (3ºs classificados), entre as mais de três dezenas de equipas participantes, oriundas de 6 países.

Este ano reforça-se, assim, a promessa de promoção da modalidade e de contribuir para o surgimento de novos valores nas provas de estrada realizadas nas diferentes classificativas que compõem alguns dos mais renomados ralis de Portugal e Espanha.

Fonte:
Jorge Magalhães – José Pedro Fontes