Rali das Camélias

Ricardo Sousa terminou em 8º da geral … • Rui Sousa cumpriu objectivo

O Rali das Camélias marcou o regresso das competições automóveis à região de Sintra e Mafra, com muita animação e a competitividade própria das estradas míticas de Serra de Sintra. Lutas intensas, regressos anunciados e muito público marcaram esta prova que o CMS em boa hora reabilitou para o panorama nacional.

Aderindo desde a primeira hora, a Prolama participou com dois carros para a família Sousa, com pai e filho Rui e Ricardo Sousa a cumprirem por inteiro os objectivos desta participação. Ricardo Sousa / Luis Marques aos comandos do Peugeot 208 R2, aproveitou as Camélias para testar o carro e conhecer o traçado, e mesmo com pouco conhecimento da prova, esteve em bom nível terminando no 8º lugar da classificação geral, referindo no final; “…o resultado não era o mais importante, mas terminar nos dez primeiros foi muito bom. O carro não apresentou qualquer problema e isso vai trazer mais confiança para o futuro. Gostei muito da prova e dos troços, e encontrei no Codeçal um dos troços mais completos que já disputei. No dia que dediquei aos treinos a chuva e o nevoeiro foram uma constante e por isso não fiquei com grandes referências, mas adorei pilotar pelas estradas muito escorregadias da serra e na zona de Mafra divertimo-nos muito …” concluiu Ricardo Sousa, que para além de ser 8º da classificação geral, somou ainda o 4º lugar do grupo P1.

Também Rui Sousa / Carlos Silva estavam muito satisfeitos com a vivência deste dia no mundo dos Ralis, terminando no 4º posto do grupo X1, e em 22º lugar da classificação geral. Já com o título de campeões nacionais de Todo-o-terreno T2 em 2018 conquistado, a dupla da Prolama e em especial Rui Sousa fez o batismo em pisos de asfalto, declarando no final “…foi mais uma grande experiência. Tudo foi novidade para mim, e os parâmetros são todos muitos diferentes do Todo-o-Terreno, contudo gostei muito do rali, onde vivemos quase tudo o que é possível numa primeira participação. Passamos nos troços de Sintra com muita humidade, depois sentimos problemas no selector da caixa de velocidades em Sintra e pensamos que tudo tinha terminado, mas conseguimos superar o problema e chegar à zona de Mafra onde finalmente consegui imprimir um ritmo melhor. Percebemos o que temos de fazer para voltar mais fortes no próximo ano. Terminar este primeiro rali de asfalto foi entusiasmante, assim como ter o Ricardo também no final do rali e nos dez primeiros foi o final que desejávamos… ” concluiu Rui Sousa.

O Rali das Camélias foi um verdadeiro sucesso, e deverá voltar no próximo ano com mais surpresas, uma vez que falta de equipas, e público não vai ter. Anunciadas novidades para a edição de 2019, espera-se uma competição que marque pela diferença.

Fonte:
Prolama | Fotos AIFA

Visite-nos também em TTVerde.PT
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube