25º Raid Paraíso Todo-o-Terreno

Bernardo Megre em luta pelo título da classe TT1
António Maio ausente de Góis para preparar Dakar

Depois da conquista do título de campeão nacional absoluto alcançado por António Maio em Portalegre, a equipa Yamaha Fino Motor Racing parte agora para o 25º Raid TT Paraíso Todo-o-Terreno, derradeira jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno que se disputa em Góis nos dias 24 e 25 de novembro, com o objetivo de conquistar mais um título, que se venha a juntar aos muitos que a equipa tem conseguido nos últimos anos e que faz dela a mais vencedora de sempre no Todo-o-Terreno.

A fazer a sua primeira temporada completa no CNTT o jovem Bernardo Megre vai tentar alcançar o título na categoria TT1 onde lidera com mais um ponto que o seu direto adversário, sendo que terá de prescindir do pior resultado já que terminou todas as seis corridas até agora disputadas.

A preparar ativamente a sua estreia no Rali Dakar de 2019 o tetra Campeão Nacional António Maio não vai marcar presença nesta prova beirã que por decisão da Proteção Civil teve de ser por duas vezes adiada.

Desta forma, a equipa Yamaha Fino Motor Racing apresenta-se em Góis apenas com Bernardo Megre que parte muito motivado para esta derradeira jornada: “em Góis o meu foco é fazer uma boa corrida e se possível vencer. Sei que não vai ser uma tarefa fácil alcançar o título da minha classe, mas tudo é possível e por isso vou dar o meu melhor para atingir os meus objetivos” contou o piloto.

Para Frederico Fino, Team Manager da Yamaha Fino Motor Racing, o objetivo da equipa neste Raid de Góis é apoiar o jovem piloto para que este chegue ao resultado que lhe permita alcançar as metas traçadas: “ainda é possível conquistar o título. Nas corridas só no final é que fazemos as contas e por isso tudo é possível”, afirmou o diretor da equipa.

O Raid Paraíso TT de Góis cumpre-se nos concelhos de Góis e Arganil e arranca desportivamente no sábado com a realização do prólogo que terá cerca de 12,8 Km. Já no domingo os participantes terão pela frente um único setor seletivo de 67 Km, percorrido por 3 vezes. A totalidade dos sectores seletivos é de cerca de 213,8 Km.

Fonte:
A2 Comunicação (Pedro Barreiros)

Visite-nos também em TTVerde.PT
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube